Confira 10 dicas para manter a saúde do homem em dia

Já reparou que o homem geralmente cuida menos da própria saúde do que a mulher? Seja por tabus ou menos preocupação, em geral, o homem tem um estilo de vida menos saudável e procura menos os serviços médicos do que a mulher. Isso leva homens a ficarem mais doentes e viverem menos anos. Por isso, neste mês de novembro, em que se celebra o movimento Novembro Azul, queremos ajudar a manter a saúde do homem em dia e, para isso, separamos algumas dicas.

Homens costumam se cuidar menos
De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, as mulheres têm culturalmente o cuidado de olhar mais para sua saúde. Mas os homens apenas vão ao médico quando não se sentem bem. Em muitos casos, isso acontece por barreiras socioculturais e estereótipos, que fazem com que o homem não demonstre sentimentos nem vulnerabilidades, ou por medo da doença e falta de atenção à saúde.

Um levantamento, realizado pelo Centro de Referência em Saúde do Homem de São Paulo, afirma que 70% dos homens que procuram um consultório médico tiveram a influência da mulher ou de filhos para tomar essa decisão. Além disso, por terem adiado a ida ao médico, mais da metade desses pacientes chegaram ao consultório com doenças em estágio avançado.

A negligência com a própria saúde é um dos fatores que leva tantos homens a terem doenças como hipertensão, colesterol, doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. Mas é necessário quebrar esses estigmas e reforçar a importância de homens adotarem estilo de vida saudável e terem acompanhamento médico regularmente.

Como manter a saúde do homem em dia?
Uma das principais desculpas do homem para não cuidar da saúde é a falta de tempo. Mas lembre-se: a sua saúde é muito importante! Por isso, é essencial que você encaixe alguns hábitos na rotina para uma vida saudável. Confira nossas dicas.

1. Manter uma alimentação saudável e equilibrada
Nos últimos anos, dados mostram que os homens brasileiros têm se alimentado melhor do que antes. Porém, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a frequência de consumo de verduras, legumes e frutas ainda é maior entre as mulheres do que entre os homens.

Comer de forma saudável ajuda a prevenir várias doenças, como diabetes, doenças cardiovasculares e câncer. E quanto antes começar uma alimentação saudável, maior a chance de prevenir doenças e ter mais qualidade de vida. É na infância que definimos o paladar, portanto, atitudes como evitar o sal, gorduras e embutidos podem ajudar a ter hábitos alimentares saudáveis na fase adulta. Os pais têm grande responsabilidade nisso.

Depois, o próprio homem deve tentar manter uma alimentação que priorize verduras, legumes e frutas, e evitar industrializados. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda limitar a quantidade de sal a 1 colher (chá) por dia, o açúcar a menos de 5% da ingestão calórica total no dia e gorduras saturadas, a menos de 10% da ingestão energética diária.

2. Não fumar
Não existe quantidade mínima ou indicada para fumar. Já foi comprovado que o tabagismo aumenta o risco de vários problemas de saúde mesmo de quem fuma pouco. Por isso, o ideal é não fumar. Para quem está tentando largar esse vício, é importante reconhecer os gatilhos e mudar hábitos para diminuir a vontade de fumar.

Da mesma forma, evite café e álcool, que muitas vezes estão associados ao ato de fumar. Praticar exercício físico também ajuda no processo de parar de fumar. Outra dica que pode ajudar é, toda vez que tiver vontade de fumar, beber um copo de água gelada.

É necessário ter disciplina. Se necessário, busque ajuda de um profissional para ter orientações médicas de acordo com seu caso. Importante destacar que os efeitos positivos para a saúde são imediatos após parar de fumar e nunca é tarde para deixar o cigarro de lado.

3. Limitar o consumo de álcool
O álcool é uma substância tóxica e psicoativa com propriedades que podem levar à dependência, segundo a Organização Mundial da Saúde. Além disso, o uso prejudicial de álcool é responsável por 7,1% das doenças entre os homens no mundo. Por isso, é importante tentar beber menos álcool ou com menos frequência.

De acordo com o IBGE, os homens consomem o triplo de cerveja que as mulheres. É comum que nos acostumemos a beber em determinadas situações e, quando não bebemos, parece que não estamos aproveitando o momento. No entanto, isso é apenas um hábito que pode ser modificado. Você não precisa beber tanto álcool para aproveitar e se divertir.

Algumas dicas para reduzir a quantidade de álcool que você tem consumido é escolher, por exemplo, um copo menor, conhecer o teor alcoólico da bebida e impor limites no consumo.

4. Beber mais água
Beber água auxilia no funcionamento de todo o organismo. Dessa forma, consumir mais de dois litros de água por dia ajuda a regular o intestino, favorece a aparência da pele, melhora a absorção dos nutrientes, desintoxica o organismo, ajuda o coração, entre outros benefícios. Em alguns casos, como na rotina dos esportistas, pode ser necessário tomar mais do que dois litros.

Para aumentar o consumo de água, deixe uma garrafinha em sua mesa de trabalho e coloque alarmes que lembrem você de fazer isso. Não espere sentir sede para tomar água, pois esse já é o primeiro sinal de desidratação.

5. Praticar atividade física regularmente
Os adultos devem praticar pelo menos 2,5 horas de atividade física de intensidade moderada por semana. Segundo a OMS, a atividade física ajuda a manter um peso saudável, reduz o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e auxilia no combate da depressão e da ansiedade.

A escolha de qual atividade física praticar é uma questão bem pessoal. Mas é importante escolher um exercício que traga motivação e também agrade você. Vale caminhar, nadar, andar de bicicleta, fazer musculação, esportes ou aulas coletivas na academia, por exemplo.

Se faz tempo que não realiza atividades físicas, não se preocupe. Nunca é tarde para começar. Mas é importante fazer uma avaliação médica para ver se não tem nenhuma restrição. Comece aos poucos, procure companhia e inclua atividades físicas na sua rotina.

6. Atenção à saúde mental
Dar atenção ao estado psicológico pode influenciar muito a qualidade de vida. Muitas vezes negligenciada pelo homem, a saúde mental pode estar prejudicada e levar a transtornos como depressão e ansiedade. Além disso, muito estresse prejudica seu sistema imunológico. Por isso, é importante ficar atento aos sinais como tristeza, cansaço extremo, falta de disposição e mau humor.

Para cuidar da mente, é importante incluir práticas que ajudem a controlar o estresse, melhorar a autoestima e a relaxar. Alguns exemplos de práticas que podem ajudar são fazer atividade física regularmente, realizar meditação, conversar e sair com amigos e fazer terapia com um psicólogo.

Leia também: 8 dicas práticas de como cuidar dos dentes e manter a saúde bucal em dia

7. Dormir bem
Dormir bem ajuda a melhorar o metabolismo, ter disposição e prevenir doenças crônicas. Mas, segundo o Instituto do Sono, aproximadamente 60% dos brasileiros têm algum distúrbio do sono. Cada indivíduo tem sua necessidade biológica, porém, é importante que todos estabeleçam uma rotina de sono saudável. A National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, recomenda que adultos durmam de 7 a 9 horas por dia.

Portanto, tente se acalmar ao deitar, foque no seu corpo e nos movimentos da sua respiração. Evite mexer no celular, ver TV, comer alimentos pesados e tomar café antes de dormir. O ideal, na verdade, é tomar a última xícara de café até após o almoço. Procure também deixar seu quarto escuro e sem ruídos, e criar uma rotina com horário certo para dormir.

8. Check-up e acompanhamento médico
Existe o incentivo para que mulheres consultem e tenham acompanhamento anual com a ginecologista desde a primeira menstruação. Porém, o homem costuma se consultar com o urologista apenas quando já tem algum problema mais grave. É muito importante fazer check-ups e consultar um médico anualmente. Pois o acompanhamento médico ajuda a identificar hábitos que podem ser melhorados e detecta doenças precocemente, aumentando a chance de cura. A visita ao urologista é autocuidado.

9. Manter vacinação em dia
É importante sempre manter a carteirinha de vacinação atualizada. Mas, depois de crescerem, muitos homens deixam de tomar as vacinas recomendadas para prevenção de doenças. Isso é comum entre os adultos, mas principalmente entre os homens. Algumas das vacinas que eles devem tomar são contra hepatite A e B, a tríplice viral, tríplice bacteriana, HPV, varicela, herpes zoster, gripe e febre amarela.

10. Cuide da saúde sexual
A higienização correta e diária do pênis é essencial para evitar uma série de doenças, incluindo o câncer. Pode parecer simples e óbvio, mas faz toda a diferença. Além disso, usar preservativo ao ter relações sexuais é essencial para evitar infecções sexualmente transmissíveis. Caso tenha dores, problemas para ejacular ou sintomas urinários, não deixe de procurar um urologista imediatamente.